As tragédias de Mariana e Brumadinho ligaram o sinal de alerta e trouxeram ao foco, novamente, a discussão sobre a mineração no Brasil.

As duas tragédias foram resultado do rompimento de barragens. Nesse sentido, há um grande esforço de entidades, universidades e startups para encontrar soluções e evitar que novos desastres aconteçam. Além disso, a mineração no Brasil enfrenta novos desafios, principalmente no que diz respeito à eficiência energética.

 

Dessa forma, você encontrará neste artigo:

  • O que são e como funcionam as barragens?
  • Atual cenário da mineração no Brasil e em Minas Gerais
  • A ANEEL e seu programa de fiscalização
  • As tendências no segmento: tecnologia e eficiência energética
  • Os geradores de energia e as mineradoras

 

 

 

O que são e como funcionam as barragens?

Boa parte dos produtos que consumimos em nosso dia a dia são feitos de minérios, retirados a partir mineração. A mineração é um processo que retira do meio ambiente os minerais que precisamos e os outros insumos que não servem para produzir esses produtos, chamados rejeitos, são descartados.

Entretanto, para não prejudicar o meio ambiente, esses rejeitos são colocados em barragens, que são construídas para suportar toneladas de conteúdo e são impermeáveis, para não poluir o solo da região. Esses rejeitos acabam formando uma espécie de lama muito grossa.

O grande problema disso, por outro lado, é que as barragens necessitam de manutenção. Sem uma manutenção adequada, elas se rompem e todo o material que estava ali é liberado de maneira agressiva, podendo causar mortes e sérias consequências ambientais.

 

 

 

Atual cenário da mineração no Brasil e em MG

A atividade mineradora é extremamente importante para a economia do Brasil. De acordo com dados do IBRAM, Instituto Brasileiro de Mineração, as atividades movimentaram US$29,9 bilhões em exportações e mais de 400 milhões de toneladas movimentadas no Brasil.

A mineração, no Brasil, está presente em todo o território brasileiro e possui mais de 9 mil minas em regime de concessão, superando 450.000.000 toneladas de minério de ferro, por exemplo. Nesse sentido, Minas Gerais apresenta 11 dos 15 maiores municípios arrecadadores de CFEM.

Apesar da importância e da potência da mineração para Minas Gerais e para o Brasil, existe um grande esforço para potencializar a eficiência energética das mineradoras e para evitar novos desastres.

 

 

A ANEEL e a fiscalização das barragens

Como parte dos esforços para mudar a realidade da mineração no Brasil, a ANEEL, Agência Nacional de Energia Elétrica, iniciou uma espécie de força tarefa para fiscalizar barragens localizadas em 21 estados e também no Distrito Federal. Durante as vistorias, os empreendimentos precisam apresentar uma série de documentos, entre eles:

  • Plano de Segurança de Barragem
  • Plano de Ação Emergencial
  • Protocolos junto aos órgãos de Defesa Civil Municipal

 

O maior desafio da mineração: tecnologia e eficiência energética

Atualmente, existe um outro processo de mineração chamado filtragem. Esse processo substitui as barragens e causa menos impacto ambiental. Através da filtragem o rejeito será depositado seco, empilhado em áreas específicas, e a água volta a ser utilizada em outro processo. Essa é uma alternativa ecológica que acaba, de uma vez por todas, com as barragens.

Além disso, essa alternativa facilita atividades de recuperação ambiental das áreas de mineração, que, em geral, são bastante afetadas com as atividades mineradoras. As novas tecnologias apontam para um futuro em que é possível minerar sem barragens.

Enquanto as barragens não são extintas, as tecnologias contribuem na manutenção das barragens, numa tentativa de prever e até mesmo minimizar outras tragédias. A utilização de softwares de monitoramento das superfícies das barragens, por exemplo, já são avanços capazes de identificar e alertar eventuais riscos ou movimentos irregulares.

Além disso, ouro grande avanço tecnológico que podemos considerar e que está viabilizando a eficiência energética é o monitoramento remoto do gerador. Essa tecnologia é uma espécie de aplicativo que permite acompanhar todo o processo de funcionamento dos geradores. Para isso, basta acessar o aplicativo via internet e você terá acesso a todos os dados e relatórios das operações.

Caso haja algum problema, nesse sentido, também é possível resolver remotamente, aumentando a eficiência energética e garantindo um melhor desempenho das atividades de mineração.

 

Os geradores de energia e as mineradoras

Outro ponto que atesta os avanços da mineração no Brasil é a utilização dos geradores de energia. Esses geradores auxiliam na manutenção da energia do maquinário, garantem o funcionamento alarme, ventilação e de fontes de luz para energia. Eles são fundamentais, também, para garantir os procedimentos de segurança da população do entorno em caso de alguma irregularidade.

Em áreas em que não há abastecimento de energia, esses geradores são imprescindíveis e auxiliam o acesso ao trabalho, por exemplo, além de garantir a segurança da equipe durante as atividades de mineração. Existe, inclusive, uma regulamentação a ser seguida sobre a iluminação adequada nas minas.

Outro ponto importante está na operação da própria mina, uma vez que os equipamentos que atuam diretamente na extração ou em outros processos de uma mina de extração, como, por

exemplo, nas lavagens dos britadores, representam grande parte do consumo de energia.

Dessa forma, a falta da energia, ainda que por poucas horas, pode gerar um prejuízo de milhões. Assim, ter um grupo de geradores garante o pleno funcionamento das atividades e evita, por fim, prejuízos no faturamento da mina.

É preciso seguir olhando o passado e seguir aprendendo com ele. O futuro da mineração é desafiador, entretanto, com os grandes esforços de diferentes instâncias, caminha para uma atividade cada vez mais sustentável e responsável, transpassando a ideia de uma atividade meramente lucrativa.

Conheça mais sobre a gente e, qualquer dúvida, não deixe de entrar em contato com a nossa equipe!